Contexto Eclesial

Classifique este item
(0 votos)
Ilustração Portuguesa, de 7 de Novembro de 1910, reproduziu uma gravura do Illustred London News, retratando a prisão das irmãs franciscanas, com a seguinte legenda: “Religiosas conduzidas para o Arsenal da Marinha, escoltadas por forças do exército e da marinha” Ilustração Portuguesa, de 7 de Novembro de 1910, reproduziu uma gravura do Illustred London News, retratando a prisão das irmãs franciscanas, com a seguinte legenda: “Religiosas conduzidas para o Arsenal da Marinha, escoltadas por forças do exército e da marinha”

Igreja em Portugal – 1910-1931

A perseguição à Igreja, em Portugal, desencadeada depois da proclamação da República a 05 de Outubro de 1910, em que Bispos, Padres e Religiosos foram expulsos do País, bem como outros vexames à Fé, suscitaram, um pouco por todo o lado, um forte movimento de reparação.

As aparições de Fátima, em 1917, e a resposta tão generosa dos pastorinhos, ao convite para a reparação que Nossa Senhora lhes fez, logo na primeira aparição, ainda tornaram mais sensível esta necessidade de reparar.

Passados os primeiros anos de agressividade, começou o período de renovação e as Congregações religiosas começaram a regressar a Portugal. Entretanto, o culto ao Sagrado Coração de Jesus ia-se propagando, com o sentido de reparação que lhe é próprio.

A ideia da fundação de uma Congregação dedicada à Reparação-Apostolado, começou a crescer e a tomar consistência em algumas pessoas, animadas pelo zelo apostólico, imbuído de sentido do Evangelho. 

Assim, um grupo de senhoras, desejosas de se consagrarem a Deus nessa linha de vida, dedicada à adoração reparadora e ao apostolado, juntaram-se no Porto, numa casa na Ramalda Alta, começando a viver em comunidade.

Ler 41951 vezes
Mais nesta categoria: « Nossos Fundadores

Próximos acontecimentos

Não foram encontrados eventos