Imprimir esta página

Casa Mãe

Classifique este item
(6 votos)

Comunidade do Sagrado Coração de Jesus

Diocese do Porto

A 25 de Março de 1931, na casa sita na Rua de Oliveira Monteiro, 833, Porto, era ereta canonicamente a "Congregação das Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus", sob a autoridade do Bispo do Porto D. António Augusto de Castro Meireles e a direção de D. Moysés Alves de Pinho e D. Maria das Dores Paes de Sande e Castro (Madre Maria da SS.ma Trindade).

A partir deste momento esta casa passou a chamar-se “Casa Mãe”, pois nela nascia uma nova família religiosa e se formava a primeira comunidade da mesma.

Como berço da Congregação aqui afluíram e continuam a afluir todas as Irmãs da Congregação, que das suas comunidades por aqui passam nas mais variadas situações, desde simples visitas às Irmãs, tratamentos, estudos, repouso, etc.


 

Esta comunidade “internacional” pode ser considerada comunidade de acolhimento e é de facto pois é com muita alegria que a todas acolhem e são acolhidas. Daqui partem para o apostolado de toda a ordem e para as missões.

Presentemente, desempenha uma grande atividade que só o amor pode realizar: acolhimento das Irmãs idosas ou doentes, acamadas ou não. Daí que as Irmãs da comunidade se sintam constantemente interpeladas para um serviço gratuito de caridade e de disponibilidade sem nada esperar em recompensa. E nisto está o carinho por que fazemos as coisas: ver o Senhor na pessoa da nossa Irmã que precisa de apoio em maior ou menor escala.


 

Nesta comunidade há sempre uma ou outra Irmã jovem que estuda e colabora quer internamente quer nas paróquias, neste momento Carvalhido e Miragaia, como catequistas e na liturgia. Atualmente somos trinta Irmãs, na sua maioria da terceira idade, mas são estas Irmãs com a ajuda das mais novas que cuidam das que estão impossibilitadas, pela idade ou doença, além de todos os serviços próprios duma casa de família.

A oração pessoal e a vida comunitária feitas com regularidade, são duas fontes onde vamos buscar a luz, a força e a alegria para nos sentirmos felizes neste cantinho da Congregação onde o Cristo sofredor e ressuscitado mais se faz sentir. É uma comunidade rica não só pela internacionalidade mas pelos apelos constantes a uma atualização do nosso carisma e sua concretização que se podem resumir nestas palavras: REPARAR É AMAR!

Ler 10486 vezes