Imprimir esta página

Fátima

Classifique este item
(5 votos)

Comunidade de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

Diocese de Leiria-Fátima

O Centro Catequético das Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus, situado na Avenida Beato Nuno, nº 129, em Fátima, proporciona o desenvolvimento e a irradiação da acção catequética a que as Irmãs se dedicam, abrindo as suas portas à paróquia de Fátima e a todas as dioceses: nele se faz catequese todos os dias úteis e nele se realizam cursos de formação para catequistas, retiros e outras actividades, umas promovidas pelo próprio Centro, outras pelas várias dioceses do país.

São de realçar os cursos para Catequistas, intensivos e em regime de internato, que tiveram início no Verão de 1963, organizados pelas dioceses de Lisboa e de Leiria. Os Cursos de então, correspondem aos que hoje denominamos de Iniciação, Geral e Complementar.

Os diversos movimentos eclesiais continuam a realizar as suas atividades no Centro Catequético de Fátima.


 

BÊNÇÃO DA 1ª PEDRA DA CASA DE FÁTIMA E ABERTURA DA COMUNIDADE

No dia 13 de junho de 1955 foi a bênção da 1ª pedra da casa de Fátima, das Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus. O então Bispo Auxiliar de Leiria, D. João Pereira Venâncio abençoou a pedra, onde se colocou, numa cavidade já preparada, um pergaminho com a data da bênção e a assinatura do Senhor Bispo e das pessoas presentes. O Senhor Bispo e a Irmã Delegada da Superiora Geral, Irmã Maria de Jesus Crucificado, fecharam a cavidade com argamassa de cimento, utilizando a colher própria dos trolhas.


 

Dom João Pereira Venâncio disse então:

“Que o significado simbólico desta bênção se realize: que em breve esteja construída esta casa e o lema da vossa revista (revista da Congregação) “Rasgando as Trevas,” se verifique aqui. E que esta seara quase madura, que vemos, seja também como um símbolo do apostolado a realizar à sombra d’Aquela que aqui desceu do Céu e é a primeira de todas as Missionárias”.

A casa foi construída e no dia 9 de Setembro de 1959 foi nela celebrada a primeira Missa, presidida pelo Reitor do Santuário, o Padre Amílcar. Considera-se, assim, neste dia a abertura da Comunidade de Nossa Senhora do Rosário de Fátima. Desde a primeira hora, as Irmãs procuraram viver na fidelidade à sua vocação, cooperando na ação evangelizadora da Igreja, dedicando-se à catequese paroquial de Fátima e de outras localidades, à formação de catequistas a nível diocesano e nacional, à colaboração com os vários movimentos eclesiais, cursos de cristandade, mundo melhor e outros e ao acolhimento de peregrinos nas grandes peregrinações.


 

CENTRO CATEQUÉTOCO DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

As atividades catequéticas realizadas na casa de Fátima desenvolveram-se. Isso contribuiu para que no ano de 1964 surgisse o “Centro Catequético de Nossa Senhora de Fátima”, nome que a casa ainda hoje conserva. Na origem do Centro Catequético está, sobretudo, o impulso evangelizador da Congregação das Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus, em todo o país, especialmente na diocese do Porto. Alguns dados históricos referentes a Cursos e ao Centro Documentário Catequético no Porto comprovam a influência no surgir do Centro Catequético em Fátima.

Em 1940 começou a funcionar na Casa Mãe da Congregação, Rua Oliveira Monteiro, 833 – Porto, o “Curso de Cultura Religiosa e de Pedagogia Catequística”. Destinava-se a Catequistas e a Professoras de Religião e Moral. Foi muito apreciado e recomendado pelo Bispo do Porto D. Agostinho de Jesus e Sousa. Em 1956 passou a designar-se “Curso de Formação Religiosa e Catequística”, com uma nova estruturação e um programa a ser desenvolvido em seis horas semanais, ao longo de tês anos consecutivos e mais um ano de estágio. Em 1959 foram-lhe introduzidas novas modificações que justificaram ser considerado Curso Superior, passando a designar-se “Curso Superior de Cultura Religiosa”. Colaboravam com as Irmãs Professores de alta competência.


 

Num contexto crescente de empenhamento apostólico, a Congregação fundou a 6 de Janeiro de 1957, na Casa Mãe, Porto, o “Centro Documentário Catequético” associado ao Centro Internacional “Lúmen Vitae”, com uma exposição permanente de livros e material audiovisual para venda, informação e consulta. A ele recorreram muitas dioceses, empenhadas na organização dos Secretariados Diocesanos da Catequese que começavam a aparecer por todo o país.

Dada a projeção do Centro e a insuficiência do local, foi transferido em 1962 para casa própria, sita na Rua do Rosário – Porto onde permaneceu dois anos.

Em 1964 o Administrador Apostólico da diocese, D. Florentino de Andrade e Silva fez com que o Centro fosse assumido pela diocese e passou para a Casa da Torre da Marca, vindo a culminar com o lançamento, a nível diocesano, do “Centro de Cultura Católica”.


 

Em agosto de 1978, promovido pelo Centro Catequético, começou a realizar-se o Curso Geral de Formação de Catequistas, duma forma intensiva, no mês de Agosto, em dois anos consecutivos. Com o reconhecimento de todos os Secretariados Diocesanos da Catequese, o Curso está aberto a todas as dioceses do país e nele têm participado muitos catequistas. Foi atualizado de acordo com o Plano de Formação de Catequistas da Comissão Episcopal da Educação Cristã de 1997, e mantém-se ainda como atividade anual do Centro Catequético, no mês de agosto.

As Irmãs do Centro Catequético têm dado, também, o seu contributo na formação de catequistas no Estrangeiro, em algumas Missões Católicas Portuguesas de emigrantes, a pedido das pessoas responsáveis dessas Comunidades: na Alemanha, no Canadá, em França, na Suíça, em Macau… 

Ler 11364 vezes